PONTO. Sem discussão, sem choro. Está em dúvida? Não leva! Existem inúmeras possibilidades de você comprar ou até encontrar de graça o que estiver faltando.

 

Lembre-se: o Caminho também é desapegar-se de objetos desnecessários e aprender a viver com pouco.

 

Abaixo, uma lista de materiais e informações para lhe ajudar na hora de preparar a bagagem.

 

O que levar para Caminho de Santiago?

Planeje - Antes do Caminho de Santiago
O mínimo de coisas possível!

A lista que escrevo aqui contém apenas sugestões. Fique à vontade para reinventá-la conforme a sua necessidade e prioridades. Tampouco são necessários materiais super caros, especiais-para-isso-e-aquilo ou que estejam na moda. Não se limite pela falta dos materiais perfeitos ou ideais. É possível fazer o Caminho de forma bastante simples. Eu vivi dias incríveis com uma capa de chuva de saco de lixo, garrafinhas de água de plástico (dessas normais mesmo de 500 ml) e com um tênis que ganhei durante o Caminho.

Na hora de escolher a sua mochila, além do tamanho, é importante considerar:

 

- A estrutura: que ela possua, de preferência, uma alça para amarrar na cintura e outra para amarrar no peito. Assim, o peso se distribuirá também no seu quadril e tronco, não sobrecarregando as suas costas e ombros. O ideal é você experimentar a mochila antes e se sentir confortável com ela.

 

- O peso: a mochila vazia não deve ser muito pesada, mas forte o suficiente para suportar o peso que você pretende carregar.

 

- Proteção contra chuva: com exceção do verão, que é mais seco, em todas as outras épocas do ano, você poderá pegar alguns dias ou até semanas de chuva. Você não vai querer chegar cansado e molhado no albergue e descobrir que todas as suas coisas “secas” também estão molhadas, não é mesmo? Nesses casos, é essencial que você leve:

- uma mochila com capa de chuva ou

- uma capa de chuva para você, grande o suficiente para proteger, também, a mochila.

 

2. PESO DA BAGAGEM

 

O ideal é que o peso total da sua mochila não ultrapasse 10% do peso do seu corpo. Então se você pesa 70 kg, a mochila deverá pesar no máximo 7 kg. É importante lembrar que dentro desses 10% você deverá considerar o próprio peso da mochila ‘vazia’ e os extras, como água (pelo menos 1 litro = 1 quilo) e alguma comida. Então prepare a sua mochila considerando isso.

 

Insisto, nessas horas MENOS é MAIS! É mais fácil comprar algo que estiver faltando do que ter que se desfazer das suas coisas pelo Caminho (o que você provavelmente só irá fazer após sentir muitas dores).

 

O equilíbrio dos materiais dentro da mochila também é importante e contribui muito para aumentar o seu conforto durante a caminhada.

 

A dica é deixar no fundo o saco de dormir e materiais leves que você só irá utilizar no albergue (roupas limpas, por exemplo). Os itens mais pesados podem ser colocados no meio da mochila, próximo às suas costas. Sugiro que você deixe em um local de fácil acesso tudo o que irá utilizar com mais freqüência durante a caminhada, como máquina fotográfica e carteira/dinheiro.

 

Importante: cuide para que os dois lados da mochila tenham o mesmo peso. Se você carregar uma garrafa de água de cada lado, por exemplo, fique atento para beber das duas garrafas de forma mais ou menos igual. Uma diferença de peso entre os lados da sua mochila pode acarretar dores nos músculos e articulações.

 

Algumas mochilas possuem um compartimento interno com uma bolsa para transportar água. A vantagem é que, nesse caso, a água (item pesado) fica bem próxima às suas costas, o que torna o transporte mais confortável. Além disso, é fácil para beber: existe uma mangueira que sai da bolsa e chega do lado de fora da mochila. A desvantagem é que, se você precisar reencher a bolsa durante a caminhada, terá que desempacotar algumas coisas. Cabe ressaltar que este não é um item necessário, duas garrafas de água de 500 ml cumprem muito bem a função.

4. SACO DE DORMIR

 

Essencial. Depois de caminhar o dia todo, dorme-se em albergues. Normalmente estes oferecem apenas uma cama em um beliche. Existem outras opções para todos os gostos e bolsos, claro, mas não são todas as cidades que oferecem hotéis. Sendo assim, é fundamental que você leve algo para se cobrir durante a noite. Alguns albergues oferecem um ‘lençol’ bem fininho (o tecido é tipo esses de ‘touca de cozinheiro’) para colocar em cima do colchão.

 

Vários oferecem também travesseiro, que você pode cobrir com uma camiseta, outra peça de roupa ou mesmo levar uma fronha para isso. Caso o albergue não ofereça travesseiro, a dica é utilizar um agasalho dobrado.

 

Sobre o saco de dormir: no verão você poderá utilizar um saco de dormir bem fino e leve (existem alguns super finos mesmo, como um lençol). Já nas outras estações é melhor providenciar algo mais quente. Para os que caminharão no início da primavera e outono e dormirão em albergues, um saco de dormir para uns 15 graus deve bastar.

1. TAMANHO DA MOCHILA

 

A necessidade de uma mochila maior ou menor varia de acordo com a época do ano. No verão é possível fazer o Caminho com uma mochila bem pequena, tipo de uns 26 litros (essa mochila é bem pequena mesmo, para carregar somente o essencial. Tenho um amigo que fez com uma dessas - talvez um dos únicos!).

Na primavera e outono com certeza é necessário uma mochila maior, pois o saco de dormir será um pouco mais grosso e você precisará de alguma roupa mais quente para usar durante a noite. Nessas épocas, uma mochila que possua entre 35 e 50 litros deve ser suficiente.

Já no inverno, considere carregar uma mochila de pelo menos 60 litros (roupas e saco de dormir serão ainda mais volumosos).

 

Existem pessoas que caminham com mochilas realmente grandes, de mais de 70 litros. Mas lembre-se de que quanto mais espaço a gente tem, mais coisas carregamos, e você sentirá a cada passo qualquer peso extra que levar nas costas.

3. CALÇADOS

 

- Para caminhar:

Você precisará de um par de tênis/bota, de preferência (mas não obrigatoriamente) específico para caminhadas.

Com relação ao calçado, a época do ano também poderá influenciar a sua escolha. Se você caminhar em uma época sujeita a chuvas, o ideal é que o calçado seja impermeável. Já durante o verão, um calçado impermeável pode dificultar que os seus pés respirem.

Cuide para que o seu tênis/bota seja resistente, mas não tão pesado, já que você caminhará durante vários dias com ele e com uma mochila nas costas.

Existem também meias especiais para caminhada, que você pode experimentar e comprar junto com o tênis. Elas ajudam a deixar o pé mais estável, secam rápido e podem ajudar a evitar bolhas.

 

Importante: utilize o seu tênis por pelo menos UM MÊS antes de fazer o Caminho. Use-o bastante, caminhe, faça trilhas. O tênis precisa adaptar-se a forma do seu pé (‘amaciar’), assim como o seu pé precisa também acostumar-se a ele. Começar o Caminho com um calçado 100% novo é garantia de bolhas nos pés.

Por outro lado, um tênis muito velho também poderá ser um problema. O uso do calçado durante o Caminho é muito mais intenso do que no nosso dia-a-dia. Sendo assim, ele poderá estragar mais facilmente, perder o solado, abrir, ou deformar internamente - o que poderá machucar o seu pé (comigo aconteceu isso, por exemplo).

 

- Para usar no albergue:

Um par de chinelos ou sandálias de borracha (como ‘crocs’)

Na maioria dos albergues, você terá que deixar o seu calçado de caminhada em uma prateleira na entrada do local ou em outro lugar específico para isso. Isso porque no final de um dia inteiro caminhando, os tênis estarão, no mínimo, sujos por fora. Sendo assim, é interessante carregar um calçado leve para usar no albergue e nas cidades durante a noite.

 

Aconselho algo de borracha por ser leve e secar rápido, assim você também pode utilizar o calçado durante o banho (aconselhável para evitar fungos ~ou frieira~ nos pés).

A sandália tipo crocs é uma boa opção para quem faz em um período mais frio, pois é mais quente e mais fácil para utilizar com meias.

Calçados - Caminho de Santiago de Compostela

Como exemplo, este foi o saco de dormir que utilizei no outono. As temperaturas confortáveis máxima (24°), ideal (17°) e mínima (10°) são indicadas na foto, bem como a temperatura extrema (0°). O saco pesa menos de 1 kg e ocupa pouco espaço. Se você pretende dormir na rua ou acampar, é necessário um saco de dormir mais quente. Eu tive problemas com este saco de dormir uma noite, pois o albergue que eu escolhi ficava no alto de uma montanha, com neve e sem calefação.

Mesmo que você caminhe no verão, é importante ter algo para colocar sobre o colchão, devido ao risco de haver ‘bed bugs’ ou ‘chinches de cama’. Estes são percevejos (cimicídios) que funcionam como uma pulga, ou seja, eles se alimentam de sangue e podem se proliferar rapidamente no verão. O saco de dormir não vai impedir que eles cheguem até você, mas ajuda a evitar o contato direto com o colchão. Vou falar mais adiante sobre eles aqui no site, mas, por enquanto, nada de pânico. Caso você tenha problemas com estes insetos, é possível encontrar muitos moradores ao longo do Caminho que sabem como tratar, desinfetar as suas coisas etc.

Dica: leve algo colorido para usar!

 

No decorrer da viagem, muita gente que só tinha roupas escuras começou a sentir falta de uma peça de roupa mais colorida.

Isso aconteceu com mulheres E com homens!

6. HIGIENE PESSOAL

 

A escolha dos itens de higiene é bem pessoal e, em geral, todo mundo sabe aquilo que necessita. Se você estiver circulando na Europa com os vôos de baixo custo e sem despachar a bagagem, não esqueça que é permitido carregar no máximo 100 ml de líquidos no avião.

Tudo você poderá comprar/repor ao longo do Caminho.

 

Algumas sugestões:

- escova e pasta de dente

- talco (sim, para o chulé)

- sabonete

- um pequeno pedaço de sabão para lavar roupas

- toalha. As de microfibra, superabsorventes, são certamente as melhores para isso. Não ocupam espaço na mochila, são leves e secam muito rápido.

- 01 rolo de papel higiênico ou alguns pacotes de lenços.

- 01 cortador de unhas (porque em um mês, as unhas crescem!)

- alguns cotonetes (se você usa)

 

 

7. HIGIENE PESSOAL – EXTRAS PARA MULHERES

 

Dicas específicas para a mulherada:

- Absorventes diários. Super úteis e convenientes, além de ocuparem pouco espaço.

- Copinho menstrual ou copinho da lua. Este é um copo coletor da menstruação. Se você nunca ouviu falar, informe-se, vale a pena em qualquer situação. Importante: é necessário adaptar-se ao uso do copo primeiro.

- 01 pequeno creme hidratante (alguns homens me pediram emprestado de vez em quando)

- Shampoo e condicionador - tubos pequenos, você pode comprar mais quando acabar.

- Escova ou pente (pequenos) para o cabelo

 

- Se você utiliza anticoncepcional: preste atenção para que você tenha suficiente até o final da viagem. Se você caminhar mais de 30 dias, precisará de uma segunda cartela. É possível comprar sem receita nas farmácias da Espanha, mas as marcas/concentrações de hormônios podem ser diferentes das do Brasil.

 

- Depilação: a dica é fazer uma depilação completa com cera antes da viagem. Se não for possível ou se você preferir, leve ou compre no decorrer do Caminho uma lâmina para isso.

 

- Maquiagem? Desnecessário. Resposta automática = não.

MAAASSS, aconselho 03 itens: um lápis para os olhos, uma máscara para cílios (rímel) e um batonzinho. Ou os 3 itens que você mais utiliza. Olha, eu normalmente não uso muita maquiagem, só que depois de um tempo caminhando, outras mulheres e eu começamos a sentir falta de realçar o nosso feminino e quereríamos utilizar alguma coisa. Tampouco compramos. Uma das meninas tinha um lápis e eu tinha um batom, que às vezes utilizávamos.

 

 

8. PRIMEIROS SOCORROS & KIT-BOLHAS

 

É interessante carregar um pequeno kit de primeiros socorros, com alguns medicamentos básicos (remédios para dor, algum anti-histamínico). Existem muitas farmácias nas cidades ao logo do Caminho, caso você precise de mais alguma coisa.

 

Não necessariamente você terá bolhas nos pés, mas caso elas apareçam, tenha o que eu chamo de:

- Kit-Bolhas: linha, agulha, esparadrapo, gaze, uma tesoura pequena.

 

Com ou sem bolhas, ter um pouco de linha e agulha é útil caso você precise costurar alguma de suas roupas, além de não ocuparem espaço.

Falarei sobre como tratar as bolhas mais adiante aqui no site, bem como sobre as alternativas existentes para esse ‘kit’.

 

 

9. ELETRÔNICOS

 

Existem muitos peregrinos que aproveitam a jornada para se desconectarem das suas vidas ‘normais’ e/ou do mundo virtual e mergulharem completamente na experiência do Caminho, no momento presente. Por outro lado, os eletrônicos podem facilitar algumas coisas e tenho certeza que você irá querer, no mínimo, fotografar a sua caminhada.

Quais eletrônicos levar é uma decisão pessoal. Lembre-se que você também precisará levar carregadores, cabos, pilhas ou baterias. É necessário também um adaptador para as tomadas (o plug é diferente dos do Brasil). O sistema elétrico é 220V.

 

- Máquina fotográfica

- Smartphone ou tablet (laptops não são recomendados – muito peso e risco de perder ou estragar)

- E-reader: para ler livros em formato digital

 

 

10. OUTROS

 

- Capa de chuva (ver explicações no item '1. Tamanho da Mochila')

 

- 02 garrafas de água de 500 ml ou outro local para armazenar água. Ao longo do caminho existem várias fontes e bebedouros, onde é possível encher as garrafas. Além disso, é seguro beber água da torneira.

 

- Pequena faca ou canivete (com abridor de garrafas para quem gosta de tomar vinho - há vinhos bons e baratos em todo lugar).

 

- Protetores auriculares!!! Vulgos tampões de ouvido. Extremamente úteis, principalmente nos albergues com quartos grandes, onde se divide a acomodação com muitos peregrinos. O risco de alguém roncar e atrapalhar a sua noite de sono é muito alto (muito chato e muito irritante)!

 

- Bastão de caminhada (opcional). Muito úteis nas subidas e descidas, pois ajudam a aliviar a pressão sobre joelhos e tornozelos. Existem alguns fabricados com materiais super leves, mas geralmente são caros. Como alternativa você pode comprar em um bazar chinês ao longo do Caminho, se achar necessário.

 

- Caderno/diário - um local para escrever e expressar as suas ideias e insights ao longo Caminho.

 

- 01 livro pequeno/E-reader. A decisão de levar ou não é pessoal. Conheci gente que levou e não leu, gente que não levou e não sentiu falta e, ainda, gente que lia todos os dias. Eu levei e usei apenas um dia, só que foi ótimo e fez valer a pena.

 

- Óculos de sol

 

- Boné ou chapéu. Principalmente para o verão!

 

- Protetor solar. Dependendo do tipo de pele e da época do ano, é possível sobreviver sem ou com pouco.

 

 

11. O QUE NÃO LEVAR

 

- Roupas pesadas

 

- Expectativas. Sei que você já deve ter ouvido muitas histórias de como o Caminho de Santiago é incrível e mágico (inclusive aqui neste site), mas procure ir sem expectativas. Expectativas grandes demais acabam, na maioria das vezes, em frustração. Não acontece nada sobrenatural no Caminho, acontecem sim várias sincronicidades para quem está entregue e atento ao momento presente. Deixe ir as expectativas e procure caminhar de coração aberto.

 

A não ser que você queira acampar regularmente, deixe os itens de camping em casa:

 

- Barraca: no Caminho Francês, pelo menos, existem muitos albergues disponíveis. Imagino que seja muito legal acampar no caminho, mas lembre-se que a barraca é um peso considerável. Além disso, você acabará levando outros extras, como os itens abaixo.

 

- Isolante: considero válido somente se a pessoa for acampar ou dormir na rua (talvez nas épocas mais quentes, durante o período de férias, quando os albergues podem estar lotados e prefere-se dormir na rua em vez de caminhar até a próxima cidade).

 

- Mini fogareiro: também muito útil se você resolver acampar ou pra quem quer fazer o Caminho com pouco dinheiro e não poderá comer eventualmente em restaurantes (nem todos os albergues disponibilizam cozinha).

 

 

Pra finalizar, a última dica:

5. ROUPAS

 

A lista que apresento aqui é baseada nas roupas que eu levei para o Caminho (e que foram suficientes).

 

Roupas básicas:

- 03 mudas de roupa. No meu caso foram: uma para caminhar e outras duas que eu poderia usar tanto para caminhar quanto para dormir.

- 03 calcinhas/cuecas

- 04 pares de meias (02 para caminhar e 02 para andar no albergue). Quem caminha no verão, vai utilizar apenas chinelos no albergue, podendo assim usar os 04 pares de meias para caminhar.

- Para mulheres: 01 sutiã e 01 top ou biquini (eu usava a parte de cima como sutiã nos albergues)

 

 

Dependendo da época do ano, você vai precisar de mais roupas. Mesmo no verão, é bom ter algo de manga comprida (mas sem exageros), pois é frio de manhã cedo e esfria um pouco durante a noite. Como eu caminhei no outono (outubro/novembro), estava um pouco mais frio. A dica é sobrepor as roupas, ou seja, utilizar uma por cima da outra – as várias camadas ajudam a isolar o frio. Nos dias mais frios eu usava duas calças e quase todos os itens abaixo!

 

- 01 casaco, de preferência desses que também protegem do vento e chuva fina

- 01 blusa de manga comprida

- Mulheres: 01 bolerinho de manga longa e/ou 01 de meia-manga. Foram muuuuito úteis. Pequenos e leves. Além de ajudar muito no esquema da sobreposição. Traduzindo para os homens: bolerinhos são casacos curtos, tipo blusas na verdade, que são compostos praticamente só de mangas.

- 01 blusa básica (não era exatamente de lã). Hoje em dia existem tecidos especiais para roupas quentes para caminhada/camping, que as deixam mais leves e com menos volume.

- 01 lenço para o pescoço

- 02 golas/tocas do bazar chinês – comprei durante o Caminho por necessidade devido ao frio.

- 01 par de luvas. Foi necessário nos dias mais frios (novembro), principalmente de manhã cedo. Comprei no Caminho, antes de comprar eu usava meias (limpas!) nas mãos nos piores dias.

- 01 par de polainas. Para aqueles que sentem muito frio nos pés! Elas também foram úteis, porque eu só tinha uma calça comprida (que era bem fina e leve), as outras calças eram mais curtas, então as polainas as deixavam mais compridas.

Tá em dúvida se vai levar ou não mais uma camiseta, meia ou aquele outro item que nem é tão essencial assim? Não leva!

No Caminho você passa por cidades grandes, então se o item realmente estiver fazendo falta, você poderá comprá-lo (e quem sabe até lá você descobre que ele nem era tão importante?).