Planeje - Durante o Caminho de Santiago

Hotel? Albergue? Camping? Qual é a melhor opção pra mim?

 

Existem muitas opções diferentes de locais para dormir ao longo do Caminho. Tradicionalmente os peregrinos dormem em albergues ou hospedarias, que, além de serem mais econômicos, possibilitam bastante interação com outros caminhantes.

 

O tipo de experiência que você deseja ter, bem como o seu orçamento, serão seus melhores guias nesta decisão.

 

Leia a seguir nesta página:

 

- As principais opções de hospedagem

- Explicação detalhada sobre os albergues, incluindo os diferentes tipos e 5 dicas importantes

- Meu presente especial para você

- Preciso reservar com antecedência?

Tudo o que você precisa saber sobre HOSPEDAGEM

Onde Dormir no Caminho de Santiago

Aqui você terá bastante privacidade, mais conforto e todos os serviços que um hotel oferece: quarto individual, banheiro só para você, café da manhã, lençóis e tolhas limpos. Em compensação, você gastará mais dinheiro (comparando com as outras opções de hospedagem) e provavelmente não terá tanta interação com outros peregrinos.

 

Como sempre falo por aqui, não existem regras ou “certo e errado” no Caminho. Sempre que você sentir e quiser, pode dormir em um hotel, independente do que a maioria dos peregrinos esteja fazendo.

PRINCIPAIS OPÇÕES DE HOSPEDAGEM

HOTÉIS

Insira seu e-mail gratuitamente aqui para receber estes DOIS documentos super úteis!

Opção não tão popular, especialmente ao longo do Caminho Francês, devido à grande oferta de albergues. É mais fácil encontrar um albergue do que um camping ao longo do Caminho. Campings com chuveiro e outros serviços estão, muitas vezes, localizados longe da rota de caminhada e custam o mesmo ou até são mais caros que os albergues. Algumas pessoas acabam optando por dormir em algum terreno ao ar livre.

Lembre-se que se você quiser acampar, precisará levar mais equipamento, o que significa mais peso na sua mochila.

CAMPINGS

Sem dúvidas, a escolha mais clássica e econômica. Se hospedar em albergues lhe trará uma variedade de experiências, trocas com outros peregrinos, alegrias e desafios, que também fazem parte de toda a vivência do Caminho de Santiago.

 

Os albergues variam muito entre preço e serviços oferecidos. Os custos variam entre zero e 12 euros. Quando digo zero, na verdade é porque estes albergues funcionam em troca de doações (donativos em espanhol), isso significa que você não precisa pagar caso não tenha dinheiro ou pode deixar o quanto seu coração achar que é justo. Normalmente estes locais oferecem também uma refeição. Fazendo a sua doação você estará contribuindo para a manutenção destes locais, para que outros peregrinos também possam aproveitar essa oportunidade.

 

A distância entre os albergues varia conforme a distância entre as cidades e vilarejos. Existem somente poucos trechos nos quais a distância é maior que 15 km.

ALBERGUES / HOSPEDARIAS
MEU DE PRESENTE PARA VOCÊ

 

CADASTRE SEU E-MAIL na nossa página e receba de presente DOIS documentos incríveis.

Eu fiz todo o Caminho de Santiago tendo somente estas duas folhas como guia!

 

1 - Lista com cidades do Caminho Francês, distâncias entre elas e respectivos serviços oferecidos (albergues, telefones, se tem restaurante, banco, mercado etc)

 

2 - Perfil de altitudes e distâncias do Caminho Francês, com sugestão de etapas para realizar o Caminho, ou seja, uma sugestão de como você pode distribuir os seus dias de caminhada.

Os albergues disponibilizam um número limitado de camas, a maioria em beliches, com um colchão e no máximo um lençol bem fino para cobri-lo. Você poderá encontrar desde quartos com apenas dois beliches (em alguns albergues privados) até enormes salões, com mais de 200 camas.

 

Os banheiros são sempre compartilhados, com ou sem separação feminino/masculino. Para saber como funcionam os chuveiros, acesse a Rotina do Peregrino - passo #6 No Albergue.

 

Geralmente, os albergues possuem uma sala ou espaço de convívio, alguns têm também um agradável jardim. Além disso, é possível encontrar em alguns albergues um bar/restaurante ou uma cozinha para preparar as suas refeições.

Considero todos os tipos de albergues boas opções de hospedagem. Em cada um deles você terá experiências diferentes. Dentre os principais tipos de albergues, encontram-se:

 

Albergues Municipais: recebem auxílio financeiro do governo e os funcionários são geralmente voluntários. É possível encontrá-los em maior quantidade na região da Galícia, trecho mais próximo a Santiago de Compostela. São bem baratos (em torno de 5 euros), mas a estrutura pode, às vezes, não estar tão boa. Alguns estão em reformas ou necessitam de reparações, e muitos deles não possuem uma cozinha equipada. Bom para economizar, principalmente nos dias em que você desejar jantar na rua, em algum restaurante, ou comprar algo pronto no supermercado.

TIPOS DE ALBERGUES
Albergue municipal - Larrasoaña

Albergues Paroquiais: são dirigidos por instituições religiosas, como igrejas locais, monastérios ou conventos. Apesar disso, você não precisa se declarar católico para se hospedar nestes albergues. Em geral são locais bastante simples, mas MUITO acolhedores. Os trabalhadores (em geral voluntários) são pessoas super atenciosas e dispostas a ajudar. Muitas dessas acomodações são oferecidas em troca de doações (donativo em espanhol) ou por um preço bem baixo. Geralmente eles oferecem também janta e café-da-manhã, em um ambiente de troca e interação com outros caminhantes.

Uma experiência que vale a pena!

Albergues Privados: pertencem a pessoas ou grupos. Normalmente oferecem acomodações mais confortáveis e serviços extras (pagos), como refeições, máquina de lavar e secar roupas, internet, wifi, computador, massagem. O preço é um pouco mais caro (média de 10 euros), mas ainda assim sem comparação com o preço de um hotel.

A variedade de serviços oferecidos e de tipos de acomodações é enorme. Alguns possuem um ambiente mais aconchegante, com lareira, jardim, sala de convivência, outros nem tanto. Uns possuem hospitaleiros mais participativos e relaxados, enquanto outros possuem regras mais estritas. Vários deles (não todos) possuem uma cozinha equipada, onde você pode preparar suas próprias refeições.

Muitos voluntários que trabalham nos albergues ou mesmo os donos do seu próprio negócio são antigos peregrinos que se apaixonaram pelo Caminho de Santiago, decidiram voltar e ajudar outros caminhantes.

 

Um deles, hoje dono de um albergue, uma vez me disse: "trabalhar no Caminho é como fazer o Caminho de Santiago todos os dias, durante toda a vida. Cada peregrino  que passa compartilha um pouco da sua história, das suas dores e conquistas".

 
Albergue privado - Boadilla del Camino

1) A maioria dos albergues é destina somente às pessoas que estão caminhando. Portanto, não se esqueça de providenciar a sua Credencial do Peregrino, o documento que lhe dará acesso a estes locais. Em cada albergue que você dormir, você receberá um carimbo na sua Credencial - importante caso você queria ganhar a sua Compostela no final (certificado de conclusão do Caminho).

 

2) Leve um saco de dormir, especialmente se não for verão. No verão, você poderá levar algo leve para se cobrir ou para colocar em cima do colchão. Os albergues não oferecem cobertores nem lençóis, salvo algumas exceções.

 

3) Tenha tampões de orelha. Importante especialmente se você tem o sono mais leve ou estiver em um quarto com muitas camas. Você nunca sabe o quão alto seu vizinho pode roncar.

 

4) Respeite as regras de cada albergue. Fique atento aos horários de silêncio e de saída no dia seguinte.

 

5) Zele pela manutenção da limpeza do local. Deixe seu tênis/bota de caminhada e roupas molhadas nos locais indicados. Grande parte dos hospitaleiros (pessoas que recebem os peregrinos nos albergues) é voluntária.

Reservar os albergues ainda no Brasil é uma coisa que você PODE fazer, mas não precisa. Muita gente reserva com antecedência e já começa a caminhada com os albergues reservados para todos os dias, sabendo exatamente quando e onde irão dormir.

 

Cá entre nós, uma das melhores coisas que o Caminho pode proporcionar é VIVER O PRESENTE. E o presente não está nos albergues (e conseqüentemente nas cidades) que você dormirá nos próximos dias. O presente é AGORA. O presente é sentir, se sentir, ouvir a intuição e fluir com o caminho. É assumir “hoje não dá mais, ficarei por aqui”. Ou então “ainda tenho muita energia e vontade de caminhar, vou adiante!”.

Leia mais sobre isso clicando aqui.

 

Em épocas de alta temporada (julho e agosto), existem muitas pessoas caminhando e há um risco de você chegar a uma cidade, não encontrar vagas nos albergues e ter que caminhar até a próxima.

Se isso começar a acontecer com você, não se desespere. Primeiro, lembre-se que há sempre um aprendizado por trás de tudo o que vivemos no Caminho. Eu sei que, às vezes, é exaustivo mesmo ter que caminhar mais 3 ou 4 km e tentar a sorte na próxima cidade. Por isso, se for necessário, você poderá LIGAR para os albergues no dia mesmo, ao longo do seu Caminho. Para isso você pode, por exemplo, comprar um chip pré-pago da Espanha para o seu celular. Aliás, esta é uma boa opção para aumentar a sua segurança, principalmente se você estiver fazendo o Caminho sozinho.

 

Exemplo de situação: você chega a uma cidade onde há um albergue com vagas e está em dúvida se caminha ou não até a próxima. Você pode ligar para os albergues da próxima cidade, consultar a disponibilidade e fazer uma reserva.

5 DICAS IMPORTANTES

Preciso Reservar com Antecedência?

 
 
 
 

E é justamente para não te deixar desamparado nessa que estou disponibilizando as duas listas de presente para você. Cadastre-se gratuitamente e baixe os seus presentes.

 

Gostou? Se sim, ajude a espalhar a mensagem do Caminho, compartilhe a nossa página e deixe seu comentário abaixo.

Sobre a autora

 

Raquel Santos é apaixonada pelo autoconhecimento, é professora de Yoga, Coach e, como peregrina do Caminho de Santiago, quer te ajudar e incentivar a fazer o Caminho também. Saiba mais aqui

Raquel Santos Caminho Santiago